All for Joomla All for Webmasters

Tempo de subida e descida do gerador de clock (pulsos) Si5351 150MHz

Nesta aplicação, investigaremos a resposta no domínio do tempo do gerador de clock I²C Si5351 da fabricante Silicon Labs de até 160MHz, utilizado na geração precisa de sinais de clock para microcontroladores, microprocessadores, relógios, entre inúmeras outras aplicações. O estudo foi empreendido por meio de um osciloscópio profissional de alta resolução (HD) de 1 GHz Agilent\Keysight DSO9104H e um sistema Arduino para programação do circuito integrado Si5351.

Gerador de Clock Si5351

O circuito integrado Si5351 da Silicon Labs é um gerador de pulsos quadrados (clock) de até 8 canais de 8kHz a 160MHz cada, programável por meio de I²C, baixo período de jitter, ampliação de espectro programável, controle de tempo de subida/descida e alerações de frequência sem distorções.

A primeira medição consiste na análise da frequência gerada de 30kHz com carga de 1 Mohm. Conforme constatamos na imagem a seguir, a frequência do sinal gerado é de cerca de 29.999677 kHz (valor médio), sendo que esse desvio de frequência é causado pelo cristal oscilador da placa de desenvolvimento utilizada e até mesmo pela medição no osciloscópio já que não foi utilizado uma referência de rubídio durante esta aplicação.

1

1

Conforme o datasheet da fabricante, constatamos que de fato em todo a banda de geração do dispositivo, constatamos uma geração de sinais quadrados sem picos após as alterações de níveis de tensão.

Rise time com carga de 1Mohm

Conforme o datasheet do fabricante, a impedância de saída é de 85 ohms e capacidade de de saída de 2mA a 8mA. O fabricante garante o jitter (variação de tempo entre as transições) de apenas 100ps apenas e rise/fall time típico de apenas um nanosegundo nessas condições, mas mesmo assim testamos o circuito integrado com uma ponta de prova com impedância de entrada de 1 Mohm para verificarmos o que acontece em caso de aplicação de carga não nominal.

Na frequência de 3 MHz, percebemos na imagem a seguir que o rise time médio é de 21,10ns e a alteração de nível de tensão ocorre em cerca de cinco passos. Ressaltamos que a situação será bem diferente quando utilizarmos o dispositivo em conformidade com suas especificações técnicas.

8

8

Com zoom na borda de subida, visualizamos a transição do sinal na subida:

2

2

Com os marcadores ativos, mensuramos o tempo médio de subida de 22,001397ns com a carga não nominal de 1 Mohm:

4

4

Caso programarmos a frequência para apenas 20 MHz com a carga de 1 Mohm, o sinal é totalmente deformado, conforme a imagem a seguir devido aos tempos de subida e descida (rise e down time):

9

9

Frequência e tempos de subida e descida com carga de 50 ohms

Adiante, alteramos a carga para 50 ohms, valor bem mais próximo à impedância de saída nominal de 75 ohms do dispositivo. Configurando o circuito integrado para gerar um sinal de clock de 20MHz, percebemos na imagem a seguir que o rise time foi reduzido para o valor médio de apenas 695,9895ps. Enfatizamos que o aumento de ruído se deve ao atenuador de 50ohms conectado ao osciloscópio uma vez que a tensão máxima de entrada em 50 ohms é de apenas 5 V RMS.

10 50

10 50

Aplicando-se um zoom na borda de transição de subida, obtemos:

11 50

11 50

 E

13 50

13 50

Sobretudo, constatamos que a borda de subida é muito suave:

14 50

14 50

Assim como a borda de descida, que possui tempo de descida médio menor de 381,26ps em 100MHz:

15 50

15 50

E

16 50

16 50

Em 150MHz, o Si5351 continua atendendo as especificações do datasheet com rápidas transições de borda:

17 50

17 50

Variações de frequência

Em relação às variações de frequência, constatamos variações ínfimas, mas o experimento tem que ser repetido tendo como referência um padrão de frequência de 10MHz de melhor precisão como algum dispositivo de referência 10MHz de rubídio ou césio.

12 50

12 50

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.